• 4020-8811
  • [email protected]
  • Atendimento: Segunda a sexta, das 9h às 20h, Sábado, das 9h às 14h
4020-8811
X
LIGUE GRÁTIS
MARQUE SUA CONSULTA
Segunda a sexta, das 9h às 20h
Sábado, das 9h às 14h

A força está em quem sabe se preservar! Entenda:

No Brasil prevalece a cultura da masculinidade dominante, em que o homem ainda se vê como indestrutível. Aliado a questão cultural torna-se ainda mais difícil cuidar da saúde masculina devido a outro fator relacionado ao gênero masculino: a tendência de fugir do médico. Em outras questões de saúde, como impotência, problemas cardíacos ou depressão, a resistência em pedir ajuda também retarda diagnósticos e tratamentos.

O objetivo do blog de hoje é chamar atenção sobre a importância de produzir informação e conscientizar os homens sobre o que deve ser feito em prol da sua saúde para evitar problemas. 

Homens, não fujam da raia! Atitude é justamente cuidar da saúde! Para isso, o melhor caminho a seguir é o da prevenção! É melhor tratar qualquer problema do que remediar. E para alcançar este objetivo é importante ter qualidade de vida e cuidados integrais com a saúde.

No Brasil, o que mais mata a população masculina entre os 20 e 59 anos são causas externas, como agressões e acidentes de veículos, que correspondem a 36,4% dos óbitos. Em seguida, vêm as doenças do aparelho cardiocirculatório (17,7% das mortes),como os infartos e os acidentes vasculares cerebrais (AVCs).

Tabagismo, obesidade, pressão e colesterol altos e estresse são situações que têm tratamento e também precisam de cuidados médicos. Além de problemas de saúde mental, infecções sexualmente transmissíveis, doenças crônicas (diabetes, hipertensão) entre outras. 

Nesse contexto, o câncer, em suas diferentes formas, aparece em terceiro lugar no ranking. O de próstata, especificamente, é a 12ª causa de morte por câncer entre homens de até 59 anos, com aumento de sua incidência a partir dos 60 anos. 

Todos os anos, 21 países, incluindo o Brasil, preparam campanhas sobre prevenção e diagnóstico do câncer de próstata, além de levar informações sobre a prevenção e promoção aos cuidados integrais com o cuidado da saúde masculina. 

Pedir ajuda não é sinal de fraqueza! 

A aferição da pressão arterial, orientações de controle do tabagismo e do peso, cuidados da saúde no trabalho, atividade física e saúde bucal são coisas relativamente simples se pensarmos que já contribuem para reduzir os índices de óbitos na faixa etária de 20 a 59 anos nas causas mais comuns. 

O importante é se cuidar! Buscar informação, pedir ajuda e desta forma, melhorar a qualidade de vida. Informações é um ativo valioso! Dicas para manter alimentação saudável, evitar fumar e consumir bebidas alcoólicas, além de praticar atividades físicas de acordo com o condicionamento físico são atos simples que promovem o bem-estar e ajudam a manter mente e corpo em perfeito funcionamento, prevenindo doenças.

1 de novembro de 2019