Whatsapp Master Medical Group
Whatsapp Master Medical Group
  • 4020-8811
  • [email protected]
  • Atendimento: Segunda a sexta, das 9h às 20h, Sábado, das 9h às 14h
4020-8811 Restrito
X
LIGUE GRÁTIS
MARQUE SUA CONSULTA
Segunda a sexta, das 9h às 20h
Sábado, das 9h às 14h

    Como enfrentar a falta de libido?

    A falta de libido pode ter diversas origens e merece ser tratada com seriedade, sem análises preconceituosas e pejorativas. 

    Por isso, neste blog abordaremos os principais fatores que podem acarretar o problema e os caminhos para tratá-lo. 

    A importância do diálogo

    Antes de qualquer coisa, devemos ter em mente que o desinteresse pelo sexo pode trazer sofrimento para os casais, levando até mesmo a questionamentos sobre a continuidade na relação.

    Entretanto, a questão deve ser analisada por especialistas e abordada de maneira franca e transparente. Conversar com a parceira(o) pode fazer a diferença nessas situações. 

    O que acontece quando há a perda de libido?

    Durante este processo, o homem tem menos interesse em tudo o que envolve o sexo. Imagens eróticas, fantasias e vídeos podem não gerar estímulo algum, ainda que os níveis hormonais estejam dentro da normalidade. 

    Homens tendem a apresentar queda de libido conforme envelhecem 

    O primeiro ponto a ser analisado é o fisiológico. A medida que envelhecem, é bastante comum que homens apresentem perda de libido. Não é justo se comparar com seu eu 20 ou 30 anos mais jovem, nosso corpo muda ao longo da vida. 

    Fatores psicológicos devem ser levados em consideração

    O estresse do dia a dia, a ansiedade e a depressão também influenciam diretamente na falta de estímulo sexual, mesmo que de forma temporária, após anos de normalidade. 

    Deste modo, é importante que ao buscar por ajuda especializada, o homem também examine a sua rotina. 

    Em alguns, experiências anteriores que tenham sido negativas também podem ocasionar o problema. O suporte de um terapeuta ou psicólogo pode ajudar na busca pelo entendimento. 

    Doenças que podem acarretar a falta de libido

    A doença renal crônica ou tumores na próstata podem ter como efeito colateral a perda de libido, pois cirurgias e alguns medicamentos para tratar as doenças podem influenciar nos níveis de testosterona no sangue. 

    Um exame de sangue é o suficiente para que se possa analisar os níveis hormonais e identificar o problema.

    Queda na produção de testosterona

    Como gancho do tópico anterior, podemos citar a andropausa, que surge a partir dos 40 anos para os homens. Com isso, há uma queda considerável na produção de testosterona, o que diminui a líbido e influencia inclusive no ganho de peso. Com o diagnóstico em mãos, o médico pode receitar a reposição hormonal, que poderá ser realizada de diferentes maneiras, tais como: 

    • Injeções de cipionato, decanoato ou enantato de testosterona, aplicadas mensalmente.
    • Gel de dihidrotestosterona;
    • Adesivos ou implantes de testosterona.
    • Comprimidos de acetato de ciproterona, acetato de testosterona ou undecanoato de testosterona;

    Vale ressaltar que para uma boa efetividade do tratamento, é importante também que o paciente examine e  mude alguns hábitos, passando por uma alimentação saudável, pela prática exercícios físicos regularmente, não fumar e ingerir álcool, além de controlar o consumo de sal e de alimentos gordurosos e processados.  

    Por fim, nunca é demais lembrar que tal tratamento só deve ser realizado sob orientação médica, pois pode apresentar alguns efeitos colaterais, como reações alérgicas (para tratamentos via adesivos), problemas de apneia do sono e aumento do risco de doenças cardiovasculares. 

    Encare o problema sem tabus

    O principal objetivo deste texto foi abordar a questão da falta de libido de forma clara, sem mitos e ressaltando que é um problema que pode ocorrer com qualquer homem. É possível encontrar caminhos para o tratamento e a manutenção de uma vida sexual fluida e satisfatória. 

    Conheça a Master Medical Group

    A Master Medical Group é referência no tratamento de problemas da saúde sexual do homem, como falta de libido, ejaculação precoce e falta de ereção, atuando com tratamentos individualizados e suporte multidisciplinar.

    Possuímos larga experiência no mercado, com unidades no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Salvador, além de sermos a única clínica brasileira inscrita na Sociedade Europeia de Medicina Sexual e Andrologia.

    Conheça mais sobre o nosso trabalho clicando aqui. 

    24 de novembro de 2020